Como formatar um pen drive no Linux

Primeiro vamos identificar nosso pendrive com o comando mount A saida do comando sera portal on /run/user/1000/doc type fuse.portal (rw,nosuid,nodev,relatime,user_id=1000,group_id=1000) tmpfs on /run/snapd/ns type tmpfs (rw,nosuid,nodev,noexec,relatime,size=1626292k,mode=755) nsfs on /run/snapd/ns/whatsdesk.mnt type nsfs (rw) /dev/sdb1 on /media/junior/538B-BA22 type vfat (rw,nosuid,nodev,relatime,uid=1000,gid=1000,fmask=0022,dmask=0022,codepage=437,iocharset=ascii,shortname=mixed,showexec,utf8,flush,errors=remount-ro,uhelper=udisks2) Assim que identificamos (no meu caso foi o /dev/sdb1) iremos desmontar o pendrive sudo umount /dev/sdb1 Para o sistema de arquivos vFAT (FAT32) sudo mkfs.vfat /dev/sdc1 Para sistema de arquivos NTFS sudo mkfs.ntfs /dev/sdc1 Para o sistema de arquivos EXT4 sudo mkfs.ext4 /dev/sdc1 Agora vamos criar nosso pendrive com um vmware (como exemplo) sudo dd if=/home/junior/Downloads/isos/vmware7.iso of=/dev/sdb status=progress && sync

O bom e velho laço for

Muitas vezes necessito criar, copiar ou remover vários arquivos de uma só vez. Para isso conto com um comando do Linux que acho muito importante no Linux, o laço for.

Para ficar mais prático, vou dizer o que acontece comigo todos os dias.

Tenho um servidor de automação comercial e todo inicio do mês preciso apagar os arquivos temporários e cria-los novamente. Então imagina se eu tivesse que criar todos eles novamente manualmente.

Estrutura do diretorio (servidor que eu admimistro): /servidor/afv/
dentro dele tenho vários vendedores, ou seja, 001, 002, 003 e assim por diante até o numero 100.

Se fosse de forma manual seria:
removendo os diretórios = rm -rf 001 | rm -rf 002 até rm -rf 100

Após remover os mesmos, devo criar novamente:
criando diretorios = mkdir 001 | mkdir 002 até mkdir 100

Mas como existe o laço for otimizo isso para uma linha de shell sendo:
for i in `seq -w 1 100`;do mkdir $i;done

Com isso crio 100 diretórios em menos de 1seg.

E assim vai abaixo mais alguns exemplos, lembrando que não tenho como colocar tudo que faço como for, mas tenha certeza que ele é extremamente utilizado no meio corporativo para otimizar tarefas repetitivas.

for i in `seq -w 1 100`;do rm -rf $i;done

for i in `cat /tmp/arquivos.txt`;do grep -i encontrei $i;done
PS: lembrando que este arquivos.txt é a lista de arquivos que tenho dentro de um diretório gigante, ou seja, se eu fizesse grep -i neste diretório e SO me mostra: "Lista de argumentos muito longa".

Acredito que com essa dica vamos otimizar e muito os trabalhos.

Dúvidas estou a disposição.

Att Junior.

Comentários

Fafanet disse…
Muito bom. Pequenas coisas que facilitam muito a vida do Sysadmin.

Postagens mais visitadas deste blog

Instalando e Atualizando GLPI no Debian Jessie (8.7.1)