Como formatar e criar um pen drive no Linux

Primeiro vamos identificar nosso pendrive com o comando $ mount A saída do comando sera portal on /run/user/1000/doc type fuse.portal (rw,nosuid,nodev,relatime,user_id=1000,group_id=1000) tmpfs on /run/snapd/ns type tmpfs (rw,nosuid,nodev,noexec,relatime,size=1626292k,mode=755) nsfs on /run/snapd/ns/whatsdesk.mnt type nsfs (rw) /dev/sdb1 on /media/junior/538B-BA22 type vfat (rw,nosuid,nodev,relatime,uid=1000,gid=1000,fmask=0022,dmask=0022,codepage=437,iocharset=ascii,shortname=mixed,showexec,utf8,flush,errors=remount-ro,uhelper=udisks2) Assim que identificamos (no meu caso foi o /dev/sdb1) iremos desmontar o pendrive sudo umount /dev/sdb1 Para o sistema de arquivos vFAT (FAT32) sudo mkfs.vfat /dev/sdb1 Para sistema de arquivos NTFS sudo mkfs.ntfs /dev/sdb1 Para o sistema de arquivos EXT4 sudo mkfs.ext4 /dev/sdb1 Agora vamos criar nosso pendrive com um vmware (como exemplo) sudo dd if=/home/junior/Downloads/isos/vmware7.iso of=/dev/sdb status=progress && sync

Utilizando DNS do registro.br

Olá, hoje vamos ver como utilizar o recurso de DNS do registro.br ao invés de usar uma estrutura dentro da empresa.

Caso você tenha um range de IP que sua operadora de preferencia te limitou, não esqueça do DNS reverso, exemplo:

meu_ip = 200.200.1.1
dominio = meuteste.com.br
host = mail

Você deve ligar na sua operadora e pedir que eles cadastrem o host, mail, no ip 200.200.1.1

Assim que fizer isso, aguarde a propagação do DNS e teste com o comando:

dig x mail.teste.com.br

Como utilizar o registro.br como DNS:

Abra a página do registro.br e entre com seu ID e senha:

Selecione o dominio que você vai utilizar e clique em SALVAR & EDITAR DNS

No Records de zona podemos cadastrar os RR (Resource Record) como você fazia no Bind ou named

Temos Records do tipo:
  • A
  • AAAA
  • CNAME
  • MX
  • TXT
  • TLSA
 No meu caso o que mais utilizo é o A, MX, CNAME e TXT, onde:
  1. A = aponto um IP para um nome
  2. MX = quando tenho servidor de correio
  3. CNAME = para criar um apelido para o meu dominio primario, exemplo www
  4. TXT = onde quero dizer que sou a propriedade do dominio
Feito isso agora a Internet responde pelo seu host, acredito que ficou bem claro e objetivo, caso tenham dúvidas basta perguntar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Instalando e Atualizando GLPI no Debian Jessie (8.7.1)