Como formatar um pen drive no Linux

Primeiro vamos identificar nosso pendrive com o comando mount A saida do comando sera portal on /run/user/1000/doc type fuse.portal (rw,nosuid,nodev,relatime,user_id=1000,group_id=1000) tmpfs on /run/snapd/ns type tmpfs (rw,nosuid,nodev,noexec,relatime,size=1626292k,mode=755) nsfs on /run/snapd/ns/whatsdesk.mnt type nsfs (rw) /dev/sdb1 on /media/junior/538B-BA22 type vfat (rw,nosuid,nodev,relatime,uid=1000,gid=1000,fmask=0022,dmask=0022,codepage=437,iocharset=ascii,shortname=mixed,showexec,utf8,flush,errors=remount-ro,uhelper=udisks2) Assim que identificamos (no meu caso foi o /dev/sdb1) iremos desmontar o pendrive sudo umount /dev/sdb1 Para o sistema de arquivos vFAT (FAT32) sudo mkfs.vfat /dev/sdc1 Para sistema de arquivos NTFS sudo mkfs.ntfs /dev/sdc1 Para o sistema de arquivos EXT4 sudo mkfs.ext4 /dev/sdc1 Agora vamos criar nosso pendrive com um vmware (como exemplo) sudo dd if=/home/junior/Downloads/isos/vmware7.iso of=/dev/sdb status=progress && sync

O comando screen Linux

Pense assim... algum dia você estava no seu trabalho fazendo um backup através de uma conexão SSH e quando notou que era hora de embora e faltava 50GB ainda pra copiar, o que você faz? Desliga o notebook (com muita raiva, rs) e acessa remoto de casa ou uma VPN ou usa a fantástica ferramenta screen do Linux

Instalando o screen
# apt install screen

Entendendo o screen
O screen nada mais e do que um terminal virtual, ou seja, você vai deixar logado seu usuário pelo tempo que quiser sem necessidade de perder a conexão.

Comandos screen
Nesse momento talvez fique confuso, mas vamos a nossa receita de bolo
1# screen
2# digite Ctrl+a e depois +c (aqui ele vai criar o terminal)

Em nosso exemplo vamos utilizar o comando cp como exemplo e queremos copiar 408G para um disco externo para fins de backups3# cp -afv /* /mnt/hd_externo/

Agora que vem a grande "mágica" do comando screen4# digite Ctrl+d (note que o sistema vai voltar no seu terminal bash)

Caso queira ver os terminais que estão rodando virtualmente
5# screen -ls (a resposta vai ser algo como Attached ou detached)

Para voltar no comando que você deixou rodando basta
6# screen -r

Espero ter ajudado como sempre, espero que o blog não esteja no fim da vida, ajudou com certeza muita gente em todo esse tempo de vida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Instalando e Atualizando GLPI no Debian Jessie (8.7.1)